UniDrummond realizará doações de máscaras para instituições da região leste

Pelo menos duas mil máscaras foram confeccionadas em ação voluntária dos alunos

O UniDrummond confeccionou máscaras para proteção contra o Coronavírus e realizará doações em hospitais públicos e ONGs da região leste de São Paulo. As turmas de Engenharia de Produção, Engenharia Eletrônica, Automação Industrial, Gestão Hospitalar e Design de Moda participaram do projeto Drummond Com Você Pela Vida e produziram duas mil máscaras, metade de tecido, a outra de acetato.

Para produção das máscaras de tecido, a estudante do primeiro semestre de Moda, Maria Luciana Savino, 60, foi monitora da confecção. A aluna desenvolveu a modelagem com detalhes técnicos. “Primeiro fiz três modelos para ver a acomodação no rosto, fui adequando e cheguei à modelagem final. Aprovada, pude explicar o processo de corte para os demais alunos que se propuseram a costurar”, comenta.

“(Durante) todo processo de costura possuímos o cuidado de não termos desperdício de material e ter um produto de qualidade” completou Maria. Os responsáveis pelo projeto tiveram o cuidado de selecionar estudantes que não estejam no grupo de risco, como explica a professora do curso de Moda, Neide Silva. “Os alunos retiraram o material na faculdade e realizaram a confecção em casa para evitarmos aglomeração”, comentou.

Diferente das máscaras de tecido, a produção das de acetato envolveu a participação dos alunos e professores divididos em pequenos grupos, com no máximo cinco pessoas. Cada grupo ficou responsável por manejar uma impressora 3D. Foram utilizadas duas salas para disposição das impressoras, que ficaram de dois a três metrôs de distância uma da outra.

Para confecção das máscaras o Coordenador Sérgio Penedo planejou uma linha de produção. “São três etapas, a primeira corresponde a impressão do suporte. A outra, temos o corte do acetato e marcação de fendas para a fixação do suporte. E a terceira diz respeito a fixação do suporte na placa de acetato” comentou. As chapas de acetato foram feitas por meio de doações de chapas de raio X.

A professora Neide destaca a participação dos alunos no projeto. “Ficaram muito empolgados de poder utilizar seu conhecimento que eles possuem, em prol das pessoas”, comentou. O envolvimento dos estudantes foi tão grande, que a professora limitou a participação para que não ocasionassem em aglomerações.

Já o coordenador Sérgio acredita que a faculdade não prepara o profissional somente para o mercado de trabalho, mas também entender que tudo o que ele desenvolve tem uma função social. “Nós agregamos este valor, fazemos com que a missão do curso seja propagada e que o aluno possa agregar sua experiência pessoal e se torne um profissional mais humano”, completou.

O UniDrummond colaborou com a compra dos materiais utilizados na confecção das máscaras. As de tecido, para cobrir boca e nariz, serão doadas para instituições de caridade. As de acetato, para proteção facial, foram destinadas aos hospitais da região, utilizadas principalmente por profissionais da saúde.

Gostou? Compartilhe!
error20

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *