Simpósio Educacional movimenta Unidade Tatuapé do Colégio Drummond

Começou, nesta quarta-feira, 09, mais um Simpósio Educacional dos alunos da Unidade Tatuapé do Colégio Drummond, que contará com uma série de trabalhos e projetos estudantis desenvolvidos ao longo de todo o ano. Os assuntos foram desenvolvidos em conjunto com professores, orientadores e coordenadores, influenciados pelo tema central da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) para 2016, como “O Ano Internacional do Entendimento Global”.

Para a UNESCO, “entendimento global pressupõe refletir a partir de uma perspectiva mundial e intervir no plano local. Para alcançar a sustentabilidade do planeta e proporcionar a governança e a transparência, deve-se reduzir a defasagem de conhecimentos sobre as ações locais, por um lado, e por outro, seus efeitos mundiais”, aponta documento da organização.

Para desenvolver essa crítica sobre os problemas da humanidade, e apontar o que consideram boas práticas e soluções, durante o Simpósio, os estudantes apresentarão e debaterão temas bastante atuais e que variam entre si, indo desde a crise de refugiados que atinge milhões de pessoas ao redor do mundo, sobretudo na Síria, palco de uma guerra sem precedentes, até o antagonismo mundial entre populações que sofrem com a obesidade enquanto outra parte sofre com a desnutrição. Os paralelos seguem em trabalhos que refletem sobre o marketing digital e suas demandas, até a influência das drogas na sociedade, entre muitos outros temas.

“Os alunos pesquisam exaustivamente sobre cada um destes temas delimitados. Dentro da proposta do coordenador, desenvolvem pesquisa de campo, pesquisa pública, entrevistas com profissionais ou especialistas das áreas pertinentes, para, no fim, compartilhar os estudos, ideias e convicções, que é o propósito do Simpósio”, afirma a coordenadora Pedagógica do Colégio Drummond Unidade Tatuapé, Fábia Caires Dantas.

O Simpósio é realizado por alunos de todas as etapas do ensino, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio. Para os alunos dos nonos anos, muda-se a configuração do trabalho. À eles é passado a tarefa de criar uma empresa. “A ideia é introduzir o empreendedorismo na vida acadêmica destes estudantes, já os preparando para o mercado de trabalho”, pontua, Fábia.

Já os alunos da 2ª série do Ensino Médio são separados por grupos e é feita uma simulação da Assembleia Geral da ONU, com os cargos de secretário-geral, subsecretários, delegados, embaixadores e diplomatas. “Aqui, eles estudam a cultura dos países e é feito um debate entre eles de como cada país se posiciona de acordo com os temas mais relevantes da atualidade”, afirma a coordenadora.

Já para os alunos da 3ª série do Ensino Médio, o Simpósio é feito na base de um TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), com a escolha livre dos temas pelos alunos, respeitando o critério de estar relacionado com o tema da UNESCO.

O Simpósio segue até o próximo dia 21, e as apresentações podem ser assistidas por pais, familiares, amigos e interessados.