Aluno Jean Paulo, o Cirilo de Carrossel, fala da experiência em estudar no Drummond

Aos oito anos, Jean Paulo aparecia pela primeira vez na televisão, com uma participação especial na novela do SBT “Amor e Revolução”. Foi, porém, dois anos mais tardes que o ator mirim ganhou projeção nacional ao interpretar Cirilo, no remake de Carrossel, também na emissora de Sílvio Santos.

Com uma projeção tão rápida, hoje, já com 13 anos, Jean teve que aprender cedo a conciliar a vida de ator com os estudos. Aluno da Escola João XXIII, do Grupo Educacional Drummond, ele garante que nenhuma atividade interfere em sua rotina, e que consegue aliar muito bem as duas responsabilidades.

De volta às telonas com Carrossel 2 – O Sumiço de Maria Joaquina, agora, Cirilo, ou Jean, só quer uma coisa: divulgar o filme e aproveitar as férias escolares, mesmo porque, mês que vem já volta tudo ao normal no colégio.

1) Como que você concilia a vida de ator com os estudos, não é muito cansativo?

Não. Quando fazemos o que gostamos, nada é cansativo e vale muito a pena. Estudo pela manhã no João XXIII e depois vou para os ensaios ou gravações. Antes do filme entrar em cartaz, tivemos eventos de divulgação em várias cidades. Mas agora com as férias escolares, posso me dedicar somente às gravações da próxima novela, mais tranquilo. Quando as aulas voltarem, volto a minha rotina, estudo pela manhã, gravo á tarde e a noite retorno para casa para poder rever um pouco mais das matérias escolares. Isto é, depois do banho e do jantar (risos).

2) O que você acha do colégio?

Gosto muito. Estudo lá faz alguns anos, então, me sinto bastante a vontade, tenho muitos amigos no João XXIII . Eu gosto especificamente do laboratório de Ciências. Eu gostaria de me formar em Biologia ou Ciências , adoro esse contato com os animais e descobrir coisas novas, e lá podemos aprender muito bem por conta da estrutura que temos, com laboratórios bem legais e com vários equipamentos.

3) O fato de você ser famoso atrapalha nos estudos?

Nunca, pois sempre me dediquei aos estudos muito antes da fama. Afinal se eu não soubesse ler eu não seria o que eu sou hoje. Mas, já teve vezes de eu não conseguir entrar na sala de aula porque muitas pessoas queria tirar fotos (risos). Agora, como o pessoal me vê todo dia, já não tem esse alvoroço todo.

4) Como é a sua relação com os amigos do colégio?

Muito boa. Gostamos muito uns dos outros, e isso é muito bom. Brincamos, jogamos bola e estudamos juntos todos os dias, temos que ter essa convivência boa, eu faço tudo o que posso para sempre ter estes amigos por perto. Quer saber por quê? É que eles já eram meus amigos antes da fama.

5) Quando acabar a escola, o que você vai fazer?

Acho que mesmo quando nos formamos, podemos continuar aprendendo, mas para aprender mesmo só vivendo o dia à dia o que a vida nos ensina. Mas, vou continuar me dedicando a carreira de ator, quem sabe, eu consiga ser um artista completo. São metas a serem alcançadas. Sei que a escola que eu estudo tem um ótimo nível de ensino, o que me ajuda muito.  Quem sabe no futuro eu não seja um professor de teatro lá (risos).